A enxaqueca é caracterizada por uma dor de cabeça muito intensa, que vem acompanhado de outros sintomas como fotofobia, náuseas e até vômitos. O movimento se agravar estes sintomas, por isso é comum que o paciente se retirar para uma sala escura e permanecer imóvel até que passa o episódio. Hoje falamos de um novo tratamento para prevenir a enxaqueca. Esta doença pode chegar a influenciar bastante na qualidade de vida da pessoa que sofre, especialmente se se trata de uma enxaqueca crônica. Um dos problemas desta patologia é que não se pode eliminar por completo e, em muitos casos, não se podem prevenir os episódios de dor. Não obstante, é muito importante que se diagnostique e coloque tratamento o mais cedo possível para evitar que se torne crônica, além de diminuir as crises de enxaqueca, o que permitirá levar ao paciente uma vida muito mais tranquila. Deve-Se ter em conta que a enxaqueca crônica pode provocar incapacidade, piora da qualidade de vida e uma descida significado da produtividade do trabalho. Além disso, o paciente pode cair em depressão e a ansiedade. Felizmente, foi desenvolvido um novo tratamento para a prevenção das enxaquecas e dores de cabeça que pode ser de nosso interesse e que vos especificado em linhas posteriores. Daí que seja fundamental estar nas mãos de especialistas em neurologia para tentar diminuir a frequência das crises. Do mesmo modo, é importante levar estabelecer algumas rotinas no nosso dia-a-dia, que envolvem uma boa higiene do sono (fazer logo a dormir e obter uma boa qualidade de sono) e detectar todas as situações que o paciente sabe que costumam desencadear uma crise para assim poder evitar as enxaquecas. Com estas recomendações, e a ajuda de nosso médico poderemos fazer com que os episódios vão dilatándose mais no tempo. O que novo tratamento para prevenir enxaquecas? Gostaria de saber qual a novo tratamento para prevenir enxaquecas?, se o especificamos a seguir: Além de todas as dicas anteriores, a ciência continua a avançar e nos últimos tempos se têm feito importantes avanços no estudo desta doença que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Assim, dois novos estudos oferecem um raio de esperança a todas as pessoas que sofrem de enxaquecas. Estas investigações são as primeiras a testar uns novos medicamentos: os anticorpos monoclonais. Estes novos medicamentos têm um objetivo claro, o gene da calcitonina (CGRP), que sempre foi considerado a chave para entender a enxaqueca. Os resultados de ambos os estudos não puderam ser mais positivos, já que em ambos os casos, conseguiu-se uma redução notável no número de dias com enxaqueca por mês. Ainda, 16% dos participantes não tiveram nenhuma crise nas 12 semanas seguintes. Outro dado importante é que não foi registrado nenhum efeito secundário adverso com estes tratamentos. Resultados muito encorajadores que podem ser o início de uma nova era para os pacientes deste tipo de doenças. E é que estes anticorpos monoclonais, como um novo tratamento para prevenir a enxaqueca, podem ser vitais e representar uma verdadeira revolução neste domínio. Uma grande notícia, e mais, se tivermos em conta que, até agora, são muito poucos os medicamentos que foram bem tolerados pelos doentes e que tenham se registrado bons resultados na prevenção de enxaquecas. Mas como sempre dizemos, há que ser ainda muito cauteloso, já que ainda estamos falando de dois ensaios de fase II, o que significa que ainda devem submeter-se a estudos mais completos para confirmar estes resultados tão positivos. O que vos parece o novo tratamento para prevenir enxaquecas?

Post Navigation